Jasper Video (2014)

This video is a compilation of pictures taken in Jasper, Alberta, in May 2014. I hope you will like it! =)
Este vídeo é uma compilação de fotos tiradas em Jasper, Alberta, em Maio de 2014. Espero que goste! =)
Posted in Rocky Mountains | Tagged , , | Leave a comment

Jasper

Fall is there and winter is definitely coming. So, maybe it is time to pack all of your stuff for a road trip. Final stop? Jasper, Alberta.

If you are leaving from Calgary and taking Transcanada Highway West, you will be passing by Banff National Park and the village of Lake Louise. Just after that, take the scenic Highway 93 North, known as Icefields Parkway, considered one of the most beautiful roads in the world. From there on, it’s all about adventure until you arrive in Jasper. On your way, there is lots to see. Don’t miss the Columbia Icefield and its Skywalk.

O outono chegou e o inverno está quase aí. Então, talvez você queira juntar suas coisas e pôr o pé na estrada. Destino? Jasper, Alberta.

Se você está saindo de Calgary em direção oeste pela Transcanada Highway, você vai passar pelo Parque Nacional de Banff e pela comunidade de Lake Louise. Logo depois, tome a Highway 93 em direção ao norte. Esta é conhecida como Icefields Parkway e é considerada uma das rodovias mais lindas do mundo. Dali em diante será pura aventura até você chegar em Jasper. No caminho, há muito o que ver. Não perca o Columbia Icefield e o Skywalk.

Road in Summer Time / A Rodovia no Verão

Road in Summer Time / A Rodovia no Verão

Road in Spring Time / A Rodovia na Primavera

Road in Spring Time / A Rodovia na Primavera

Columbia Icefield

Columbia Icefield

Columbia Icefield Skywalk

Columbia Icefield Skywalk

The options of places to go in Jasper are endless. I strongly recommend the Maligne Canyon, Medicine Lake and Maligne Lake. This last one I haven’t been yet (it was snowing a lot that day in Spring 2014!).

The gondola in Jasper (Jasper Tramway) is also great and downtown and surrounding areas are also very nice. Beautiful landscapes and delicious food, I garantee.

As opções de lugares para se conhecer em Jasper são infinitas. Recomendo o Maligne Canyon, Medicine Lake e o Maligne Lake. Este último ainda não consegui ir (estava nevando muito naquele dia de primavera em 2014!).

O teleférico de Jasper (Jasper Tramway) também é fantástico e o centro da cidade e redondezas também são imperdíveis. Vistas maravilhosas e comidas deliciosas, eu garanto.

Maligne Canyon

Maligne Canyon

Medicine Lake

Medicine Lake

View from Jasper Tramway / Vista através do Teleférico de Jasper

View from Jasper Tramway / Vista através do Teleférico de Jasper

These two places also hold great memories from all of us. One is Patricia Lake, just the way it is (below), melting in mid-Spring and creating a river in the middle of the thin layer of ice. The colours are breathtaking!

The other is the Beaver Boardwalk, which provides a delightful walk no matter what. It is very interesting to see the result of hard work of the beavers that live in the area.

Outros dois lugares dos quais guardamos belíssimas memórias são estes. Patricia Lake, fantástico e natural, derretendo na primavera e criando uma espécie de rio por entre as finas camadas de gelo. As cores são de tirar o fôlego!

O outro é o Beaver Boardwalk, com uma agradável caminhada, faça sol ou faça chuva. Muito interessante ver o resultado do trabalho árduo dos castores da região.

Lake Patricia (Spring / Primavera - 2014)

Lake Patricia (Spring / Primavera – 2014)

Beaver Boardwalk

Beaver Boardwalk

Posted in Rocky Mountains | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Calgary Zoo

This is one of my favourite places in Calgary: the Calgary Zoo. It is great to bring some friends, your family, and enjoy it over an afternoon or a full day. Calgary Zoo is full of great attractions and it is bringing new ones all year round. After the flood of June 2013, it took them several weeks of hard work in order to bring the zoo to what it used to be. By Fall 2013, it started reopening some parts that were kept closed after the flood and no longer after that we were able to see the amazing work the team had done over there.
Este é um dos meus lugares favoritos em Calgary: o Calgary Zoo. É muito bom trazer seus amigos, a família, e passar uma tarde ou mesmo um dia inteiro lá. O zoológico é cheio de atrações e eles estão sempre trazendo novas durante todo o ano. Após a enchente de junho de 2013, levaram semanas trabalhando arduamente para recuperar o que foi destruído. Já no outono de 2013, era impressionante ver quão rápido esse trabalho se deu, já que as partes mais afetadas já estavam sendo reabertas ao público gradativamente.
Friends From Yamnuska Hall (University of Calgary) at Calgary Zoo Amigos do Yamnuska Hall (University of Calgary) no Calgary Zoo

Friends From Yamnuska Hall (University of Calgary) at Calgary Zoo
Amigos do Yamnuska Hall (University of Calgary) no Calgary Zoo

Remainings of the flood in June 2013 / Resquícios da enchente de Junho de 2013

Remainings of the flood in June 2013 / Resquícios da enchente de Junho de 2013

At the Calgary Zoo, you can have lots of fun. Check out the penguins at the Penguin Plunge (they are lovelly), the red koala, the hypo, the mountain goats in the Canadian Wilds… and much much more. There is also the Conservatory & Gardens and the huge Prehistoric Park. Checking out the map of the zoo is a good way to start your trip around.
No Calgary Zoo, você pode se divertir bastante. Dê uma olhada nos pinguins no Penguin Plunge (eles são lindos!), o Koala vermelho, o hipopótamo, as cabras das montanhas no Canadian Wilds… e muito muito mais. Há, também, um lindo jardim e conservatório, além do parque pré-histórico. Uma boa forma de começar o passeio é dando uma olhada no mapa do zoo.
Penguins / Pinguins

Penguins / Pinguins

Mountain goats / Cabras das montanhas

Mountain goats / Cabras das montanhas

Waterfall in the Prehestoric Park / Cachoeira no Prehistoric Park

Waterfall in the Prehestoric Park / Cachoeira no Prehistoric Park

Posted in Entertainment | Tagged , , , , , , , | Leave a comment

Drumheller

Drumheller is a town in Southern Alberta, just 130 km east of Calgary. If you get a car, it would take you no more than two hours to get there. If you look at the map, you will see there is not so much cities around. Actually, just small towns that may appear as a dot or they are not even shown on the map. But there is lots to see on this drive from Calgary to Drumheller.

This road trip is a good way to see the canola fields in Alberta. Myself, I went to Drumheller in late July, 2014, and that was particularly a great time to check it out. Depending on where you are, the time of the year, and the sunlight, you will be able to see something like an yellow sea shining in front of your eyes.

Drumheller é uma cidade no sul de Alberta, cerca de 130 km a leste de Calgary. De carro, não deve levar mais que duas horas para chegar lá. Se você olhar no mapa, verá que não há muitas cidades ao redor. Na verdade, apenas pequenos municípios que aparecem como um ponto no mapa, ou mesmo nem são mostrados. Mas há muito para se ver no caminho de Calgary para Drumheller.

Esta viagem é uma boa oportunidade para ver as plantações de canola em Alberta. Quando eu fui para Drumheller, em Julho de 2014, foi uma ótima época para vê-las. Dependendo de onde esteja, da época do ano e da luz do sol, você poderá encontrar um mar brilhante em amarelo diante de seus olhos.

Canola Field / Plantação de Canola Photo / Foto: Rafael Rebechi

Canola Field between Calgary and Drumheller / Plantação de Canola entre Calgary e Drumheller
Photo / Foto: Rafael Rebechi – 19/07/2014

Drumheller itself is a town in the middle of the badlands and it has a bit over 100 km² with a population of around 8000 people. But it is home for beautiful landscapes and garanteed entertainment.

First of all, Royal Tyrrell Museum is a wonderful place to visit and learn about dinosaurs and palaeontology. The canyons and hoodoos are spread through the area and are very nice to enjoy and spend some time. Don’t forget to look for the big dinosaur in town.

Drumheller é uma cidade no meio das chamadas “badlands“, região desértica do leste de Alberta. Com pouco mais de 100 km² e cerca de 8000 habitantes, Drumheller abriga lindas paisagens e entretenimento garantido.

Primeiramente, o Royal Tyrrell Museum é um ótimo museu para se visitar e aprender sobre dinossauros e paleontologia. Os cânions e hoodoos estão espalhados pela região e valem muito uma visita. Não se esqueça de olhar o grande dinossauro na cidade.

Royal Tyrrell Museum

Royal Tyrrell Museum
Photo / Foto: Rafael Rebechi

Hoodoos - Drumheller

Hoodoos – Drumheller

Just a few kilometres down the road you can find Star Mine Suspension Bridge – a very cool bridge to cross and check the surrounding areas – and the Atlas Coal Mine, just east of Rosedale, where you will enjoy a museum and also take a tour through the unoperate coal mine.
A apenas alguns quilômetros de lá, está a Star Mine Suspension Bridge – uma ponte suspensa muito legal de se atravessar – e a Atlas Coal Mine, logo a leste de Rosedale, uma extinta mina de carvão, onde você pode visitar o museu e fazer uma visita guiada pelos seus túneis.
Star Mine Suspension Bridge

Star Mine Suspension Bridge / Ponte Suspensa Star Mine
Photo / Foto: Rafael Rebechi

Atlas Coal Mine

Atlas Coal Mine

Have you decided to come on a summer month, such as July, be prepared to face an intense heat. This summer (2015), 37 ºC has been recorded in the badlands. So, remember to dress properly, make sure you have sunscreen lotion on and don’t forget your bottles of water.
Caso você decida ir em um mês de verão, como Julho, prepare-se para enfrentar o calor intenso. Este verão (2015), temperaturas de 37 ºC já foram registradas na região. Então, vista-se adequadamente, use protetor solar e não esqueça de trazer suas garrafas d’água.
Posted in Alberta | Tagged , , , , , , , , , , | Leave a comment

One of my favorite places in Calgary / Um dos meus lugares favoritos em Calgary

By / Por Jennifer Parsons.

Jennifer Parsons is an Academic Development Specialist for international students at the University of Calgary. She was born in Saskatoon, SK, Canada. / Jennifer Parsons é Especialista em Desenvolvimento Acadêmico para alunos internacionais na University of Calgary. Ela nasceu em Saskatoon, SK, Canadá.

We are fortunate in the city of Calgary, in that we have a variety of urban green spaces and parks, as well as natural areas where native wildlife and plants are protected and allowed to flourish. I live fairly close to one of the largest of these areas – Nose Hill Park. It is actually the second largest natural urban park in Canada (Calgary has the largest one too – Fish Creek Park). Nose Hill, which is named for its shape, is about 11 square km. I have been walking on this grassy hill for decades now, and yet I have probably still not walked every path or seen every corner.

The views from Nose Hill are varied, but appealing from all directions. On my usual walk, I can see the mountains to the southwest, their snow covered peaks often against billowing white clouds or the reds and golds of the setting sun. The climb to the top of the Hill takes about ten minutes – an easy run for my dog and bit steeper for me – and I think my happiest view is always the moment I turn to look back the way I came and see the path through the grasses – green in the summer, and golden brown in the fall. There are huge glacial stones along the ridge at the top, and one free standing glacial erratic – Turtle Rock – its hollows and eroded spaces fingered and toed by countless children, including mine, finding their way to its flat top.

The trees – birch and poplar, willow and trembling aspen – are bright with colours in the fall, fresh in the first leafing out of spring, rich in the summer, and stark silhouettes in the Winter. They hide many creatures – deer and porcupine (as my old dog found to his cost), owls, and hawks. The little creatures – the gophers, mice, voles, and hares – have their nests and holes as well. In the long grasses and bushes, I often hear coyotes softly yipping to one another. They are a little unnerving – and have been known to attack dogs occasionally – but they have an important role in the grassland.

The spring rains fill a slough or pond in a valley of Nose Hill. The dogs swim after the ducks, fetch sticks, and roll in the gravel and mud among the willows. In early April, before the grasses grow, the hills are soft with wild crocuses. As summer comes, they will bloom in golden bean flowers, shooting star, harebells, dogwood, fireweed, and wild roses, among other vegetation. There are many kinds of wild grasses, and they ripple in the winds like waves on a gentle sea. Hawks fly overhead, grouse and quail hide in coveys and rise in small anxious flocks, then subside quickly as the danger passes. There are trails, less natural than they once were, but needed to stop the erosion of the hills. The city has put in a few benches, paved the main road – not without protest and controversy – but there is still a sense of nature and wild space – a small sanctuary in the urban landscape.


Nós somos muito sortudos na cidade de Calgary, já que temos uma variedade de espaços verdes urbanos e parques, assim como áreas naturais que preservam a vida animal e protegem as plantas, permitindo que estas possam florescer. Eu moro razoavelmente perto de uma das maiores destas áreas – Nose Hill Park. Este é, na verdade, o segundo maior parque urbano natural no Canadá (Calgary também abriga o maior deles – Fish Creek Park). O Nose Hill, nomeado pelo seu formato, tem cerca de 11 km quadrados. Eu venho andando pela grama desta colina há décadas e, provavelmente, eu não devo ter cruzado cada trilha ou visto cada canto.

As vistas do Nose Hill são variadas, mas atraentes em todas as direções. Na minha caminhada tradicional, eu vejo as montanhas à sudoeste, seus picos cobertos de neve, frequentemente acompanhados das brancas ondulações das nuvens ou do vermelho e dourado do pôr-do-sol. A caminhada até o topo da colina leva cerca de dez minutos – uma corrida fácil para o meu cão e um pouco íngreme para mim – e eu acredito que a minha vista mais alegre é sempre o momento em que olho para trás por onde vim e vejo o caminho por entre a grama – verde no verão e marrom dourado no outono. Há pedras glaciais grandes ao longo do cume próximo ao topo, e uma rocha glacial errática – Turtle Rock – marcada pelas suas cavidades e corrosões acarretadas pelo toque dos dedos de muitas crianças, inclusive as minhas, na tentativa de subir até o seu topo.

As árvores – bótula e choupo, salgueiro e álamo – tornam-se brilhantes com as cores do outono, frescas com a primeira folhagem da primavera, ricas no verão e com fortes silhuetas no inverno. Elas abrigam muitas criaturas – veados e porcos-espinhos (como meu cão já encontrou, por sua conta em risco), corujas e falcões. As pequenas criaturas – marmotas, camundongos, ratazanas e lebres – têm seus ninhos e abrigos também. Nos longos caminhos por entre os arbustos e a grama, eu frequentemente ouço coiotes chamando um ao outro. Eles estão um tanto quanto irritados – e já foram registrados casos ocasionais de ataques a cachorros – mas eles têm um papel essencial na pradaria.

As chuvas da primavera preenchem poças e lamaceiros no vale do Nose Hill. Os cachorros nadam atrás dos patos, buscam varas, e rolam no cascalho e na lama entre os salgueiros. No começo de abril, antes da grama voltar a crescer, as colinas estão cheias de açafrões. Com a chegada do verão, elas florescem em flores douradas, campanulas, estrelas cadentes, harebells, dogwood, fireweed e rosas selvagens, além do restante da vegetação. Há muitos tipos de gramas que vibram com os ventos como vibram as ondas do mar. Falcões as sobrevoam, tetrazes e codornas se escondem em bandos e saem em pequenos grupos, e se dissolvem a medida que o perigo cessa. Há trilhas, menos naturais do que foram um dia, mas necessárias para evitar a erosão da colina. A cidade já colocou alguns bancos, pavimentou o acesso principal – não sem protestos e controvérsias – mas ainda há um senso de natureza e espaço selvagem – um pequeno santuário dentro da paisagem urbana.

Posted in Words' Wall | Leave a comment

Welcome to Words’ Wall / Bem-vindos ao Painel das Palavras

This is a new project for my YYC blog! Here I will be showing not my personal ideas and comments, but my friends’ own texts, suggestions, impressions and everything else. Not only words will be shown though – I will also be expecting to put together their texts with great pictures.

Best of all, I want to bring the ideas of everyone: Calgarians, Canadians from other cities, Brazilians who have lived there or who still lives and basically any other foreign friend who has already spent some time in YYC!

Esta é uma nova ideia para meu blog de YYC! Aqui eu mostrarei não os meus pontos de vista, mas os dos meus amigos, com seus próprios textos, sugestões, impressões e tudo mais. Não será restrito às palavras, tentarei trazer com seus textos, também, belas imagens deles mesmos.

O melhor de tudo é que tentarei reunir ideias de todos: sejam de Calgary, canadenses de fora, brasileiros que já viveram ou vivem lá e qualquer outro amigo estrangeiro que já tenha passado algum tempo em YYC!

Posted in Words' Wall | Tagged , , , , , , , | Leave a comment

What to do in Calgary / O que fazer em Calgary

Photos Calgary

This is probably one of the most exciting things while planning a trip: searching what you will do in the places you are going to. So, good news is that no matter how long will you stay in Calgary, there will always be something else to enjoy. If you decide to spend one week, fair enough; if you decide to stay for a month, that is great; if you are moving to calgary, even better.

The main point here is how to find something to do. Well, since there are so many options of so different kinds of stuff, you should start checking the most suitable options for you. Do you like nature? Sports? Music? Museums? It’s all here!

I am pretty sure that nowadays the most efficient way to get some information about a particular place is googling it (yes, to google is now a verb), besides asking some friends that have been to this place. But let’s stick with the online search: you might end up at onde of the following websites. So, let’s check out what are the options of activities in Calgary.

Esta é provavelmente uma das melhores partes em se planejar uma viagem: procurar o que se fazer nos lugares os quais você visitará. A boa notícia, então, é que independentemente de quanto tempo você passará em Calgary, sempre haverá algo para se fazer. Se for uma semana, tudo bem; se passar um mês, bem legal; se decidir se mudar de vez para Calgary, melhor ainda.

A questão agora é como procurar o que se fazer. Como há infinitas opções dos mais diferentes gostos e estilos, você deveria começar procurando pelas atividades que mais lhe agradam. Você gosta de natureza? Esportes? Música? Museus? Pois tem de tudo!

Tenho certeza que hoje o método mais eficiente de se obter informação sobre um lugar é através do Google (virou até verbo em Inglês), além de perguntar a amigos que já visitaram este lugar. Mas vamos nos concentrar na vertente online: você vai acabar em um dos seguintes sites. Então, vamos averiguar quais são as opções de atividades em Calgary.




Probably the first website you might come across is Trip Advisory. Not a big surprise though, since you can use it for basically any place you want to visit and in nearly any language you may wish. Keep going, there is Visit Calgary, which is my favourite website about Calgary attractions. Not only will you find gorgeous pictures there, but also you will have the chance to find beautiful messages and updated suggestions.

There are other websites that may be helpful as we go, so you should take a look at them as well. These are Discover Calgary, Calgary Attractions and Calgary Downtown. If you are at the airport (YYC), at the bus depot or at some place downtown, you may find a brochure with “things to do in Calgary” and that might be handy!

No matter how many websites we already know, it is always great to type in “what to do in Calgary” on Google – or things like that. This might just lead you to some hidden gems in the city. Also, spend sometime on Google Maps and try to familiarize yourself with the geography of the city. Zoom in to find some places, get to know it by looking at some pictures and read some descriptions in advance. I am sure you are going a fantastic trip in Calgary, but you can also use my tips to go to any place else.

Coming soon: my own list of activities in Calgary, plus suggestions of what to do in Alberta.

Provavelmente, o primeiro site que você encontrará é o Trip Advisor. Não é uma grande surpresa, já que você pode usá-lo para buscar qualquer cidade e em praticamente qualquer idioma. Seguindo, há o Visit Calgary, que é o meu favorito para atrações em Calgary. Você encontrará belíssimas imagens e, mensagens bem bonitas e, também, sugestões atualizadas.

Claro que há outros sites que podem ajudá-lo, então vale a pena dar uma olhada em todos. Estes são: Discover Calgary, Calgary Attractions e Calgary Downtown. Se você está no aeroporto (YYC), na rodoviária ou em algum lugar no centro da cidade, você pode encontrar o panfleto com as indicações de atividades (“what to do in Calgary“) e isso pode ser muito útil!

Não importa quantos sites você já conheça, é sempre interessante digitar algo como “o que fazer em Calgary” (what to do in Calgary) no Google. Isto pode te levar para surpresas escondidas na cidade. Use o Google Maps para se familiarizar com a geografia da cidade e dê zoom para encontrar os lugares, procure por algumas fotos e leia algumas descrições. Eu tenho certeza que você fará uma excelente viagem a Calgary, mas você pode usar algumas das minhas dicas para qualquer outro lugar que você deseje visitar.

Confira em breve a minha lista pessoal de atividades em Calgary e, também, sugestões de passeios em Alberta!

Posted in Calgary | Tagged , , , , , , , , , , , , | Leave a comment